Skip to main content

Ano Novo, novos hábitos

Pode até ser psicológico… Mesmo sendo mais um dia após o outro, acho super válido deixar pra trás o que não foi bom, comemorar as coisas boas e renovar os planos no início do ano. Por exemplo: quem nunca se prometeu manter a linha na dieta e deu várias derrapadas? Normal, isso pode acontecer com todo mundo, mas não é por isso que a gente vai abandonar o compromisso maior de ser feliz e saudável.

 

Aproveitando que as festas de final de ano já passaram e, foi aquela comilança sem fim, agora é hora de voltar à vida regrada. Inclusive pra quem ainda está naquela fase arranjando desculpas pra não se cuidar, aproveite essa vibe de motivação de que tudo está começando e bora entrar na linha.

 

Nada de querer ser radical e mudar os hábitos do dia pra noite, mas nem por isso deve fazer corpo mole. Estabeleça objetivos, leia bastante sobre o assunto, consulte um médico e conte com a ajuda de um profissional pra atingir os objetivos com maior segurança e agilidade.

 

De uma forma em geral, o básico que a gente sempre esquece, ou finge não saber, já ajuda muito. Alimentação saudável é a base de tudo, não adianta achar que vai se jogar no doce, gordura, alimentos industrializados, bebida alcoólica etc, e no final vai dar tudo certo. Priorize se alimentar na hora certa, nunca ficar longos intervalos com fome e evitar de comer muito à noite. Vai com fé nas verduras, legumes e prefira o que é fresco e natural. Também é importante beber muita água, no mínimo 2 litros por dia.

 

Outro ponto fundamental é a prática constante de atividades físicas. Faça aquilo que você se identifica, mas faça – caminhada, corrida, musculação, crossfit, dança, natação, bike… O importante é se exercitar todos os dias, de 45 minutos a 2 horas. Se não for possível, ao menos 1 dia sim outro não. Também valem aqueles pequenos hábitos que no fim acaba ajudando: use mais as escadas e ande à pé.

 

No mais, dormir 8 horas por noite, assim o organismo tem o tempo necessário pra se recuperar e processar tudo o que é preciso. Afinal, mente sã, corpo são!

 

Fazendo isso, dai você vai evoluindo, pode adotar essa ou aquela dieta e variar nos treinos. O que não pode é deixar o sedentarismo tomar conta, porque a obesidade é uma epidemia global e cabe a cada um ter consciência do que quer pra sua vida.

 

Além do mais, o verão chegou e tenho certeza que você quer se sentir bem com o corpitcho mais à mostra…

Redação: Dr. Diógenes Alcântara – Coordenação e Renata Nagli – jornalista


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *